Notícia

Tecnologias de reabilitação podem melhorar cuidados de saúde remotos durante a COVID-19

Engenheira da Escola Politécnica da USP desenvolve pesquisa para a disseminação do uso de tecnologias de reabilitação na Austrália

Divulgação, Hocoma

Fonte

Universidade Griffith

Data

quinta-feira, 3 setembro 2020 11:45

Áreas

Biomecânica. Reabilitação.

Investigar como as tecnologias podem ajudar na integração de serviços de reabilitação com saúde remota e domiciliar é o principal foco da Dra. Camila Shirota, pesquisadora da Universidade Griffith, na Austrália. A Dra. Camila é Engenheira Eletricista graduada na Escola Politécnica da USP (EPUSP), com mestrado na EPUSP na área de Engenharia Biomédica, doutorado na Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, e pós-doutorado no Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça.

Atualmente pesquisadora no The Hopkins Center, a Dra. Camila é especialista em biomecânica, controle motor da marcha e adoção de tecnologias na prática clínica. O The Hopkins  Center é o principal centro de pesquisa em deficiência e reabilitação de Queensland, fundado pela Universidade Griffith, pelo Instituto de Saúde Menzies de Queensland e pelo governo de Queensland.

Seu projeto avalia a aplicação de tecnologias existentes e novas tecnologias para serviços de reabilitação, incluindo realidade mista, dispositivos personalizados (rastreadores de atividade, telefones celulares, sensores vestíveis) e robótica (exoesqueletos vestíveis, terapia baseada em robótica).

“A pandemia da COVID-19 interrompeu significativamente a prestação de cuidados de saúde, especialmente em áreas que requerem interação física, como deficiência e reabilitação ”, disse a Dra. Camila Shirota. “Este projeto desenvolverá uma nova estrutura de avaliação de necessidades de tecnologia que será usada para acelerar a adoção de tecnologia remota em ambientes de reabilitação em Queensland”, continuou a pesquisadora.

A Dra. Camila irá liderar uma equipe multidisciplinar, incluindo pessoas com deficiência, para focar na avaliação de tecnologias baseadas nas necessidades e no teste de novas soluções tecnológicas adequadas para reabilitação em ambientes virtuais de saúde que podem ser integrados com a saúde em casa.

“O envolvimento de várias partes interessadas – incluindo uma equipe de pesquisadores, especialistas da indústria e pesquisadores de consumidores – garantirá que uma ampla gama de necessidades do consumidor seja considerada e os resultados do projeto sejam compartilhados, bem como oportunidades para influenciar e traduzir as descobertas em políticas e práticas ”, destacou a pesquisadora.

Acesse a notícia na página da Universidade Griffith (em inglês).

Fonte: Deborah Marshall, Universidade Griffith. Imagem: Divulgação, Hocoma.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account