Notícia

Pesquisa contribui para o reconhecimento precoce de doença genética que pode levar ao câncer

Síndrome de Cowden (SC) pode afetar órgãos como pele, mucosa oral, tireoide, mama, ovário e sistema nervoso central

 

Pixabay

Fonte

UNIFAL-MG | Universidade Federal de Alfenas

Data

sábado, 12 janeiro 2019 10:05

Áreas

Biologia. Genética. Medicina. Oncologia.

A professora Dra. Lívia Máris Ribeiro Paranaiba, do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade Federal de Algenas (UNIFAL-MG) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas da universidade, participou de um estudo multicêntrico cujos resultados favorecem o reconhecimento precoce de uma doença genética que afeta vários órgãos e ainda pode levar ao câncer.

Tal pesquisa foi motivada pela necessidade de confirmar o diagnóstico da Síndrome de Cowden (SC), uma condição genética que pode afetar órgãos como pele, mucosa oral, tireoide, mama, ovário e sistema nervoso central.

De acordo com a pesquisadora, a doença apresenta grande variabilidade das manifestações clínicas, o que dificulta o diagnóstico precoce e compromete a prevenção dos diferentes tipos de câncer que acometem a maioria dos pacientes afetados. “Nem todos os indivíduos apresentarão todas as possíveis manifestações da síndrome, alguns podem ter somente queratose [crostas pequenas] nas palmas das mãos e múltiplas pápulas cutâneas e orais (lesões caracterizadas por mudanças na cor e na textura da pele), enquanto outros podem ter além dessas manifestações, câncer de mama, de tireoide, de endométrio, de cólon. No entanto, alguns pacientes serão acometidos por todas as manifestações da síndrome, embora seja infrequente esta situação”, explica a Dra. Lívia.

Para realizar o estudo, foram coletadas informações clínicas e material genético por meio da saliva dos pacientes afetados e de seus familiares a fim de identificar alterações genéticas no gene PTEN (Phosphatase and tensin homolog). Tal gene é um supressor tumoral que reduz a probabilidade de uma célula em um organismo multicelular se tornar um tumor. Uma mutação ou deleção de tal gene irá aumentar a probabilidade de formação de um tumor. “Com o teste genético, poderíamos garantir o diagnóstico correto e o devido aconselhamento genético para toda a família dos afetados, já que esta síndrome gera um risco aumentado de desenvolver vários tipos de câncer, como câncer de mama, endométrio, tireoide, cólon e rim”, esclarece a professora Lívia, acrescentando que alterações na sequência do gene representam a causa da síndrome.

O trabalho foi realizado em colaboração com pesquisadores da Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade Estadual de Campinas (FOP/UNICAMP), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e da Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES), a partir de análises laboratoriais de amostras de pacientes de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Na equipe de pesquisadores, além da professora Lívia, também estiveram envolvidos os docentes Dr. Ricardo Della Coletta (FOP-UNICAMP), Breno Rocha Amaral (Santa Casa de Montes Claros-MG), Dr. Mário Rodrigues de Melo-Filho (UNIMONTES) e Dr. Fabio Ramoa Pires (UERJ). A professora Lívia destaca que a pesquisa somente pôde ser realizada devido à parceria com o laboratório do professor Ricardo Della Coletta, responsável pelas análises genéticas.

Os resultados foram relatados pela equipe em um artigo que foi publicado e ganhou destaque na capa da edição do mês de janeiro da revista científica Oral Surgery, Oral Medicine, Oral Pathology and Oral Radiology.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da UNIFAL-MG.

Fonte: Ana Carolina Araújo, Unifal-MG. Imagem: Pixabay.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

Entre em Contato

Enviando

2019 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account