Notícia

Parceria entre Instituições do Brasil e Portugal desenvolve tratamento inovador para feridas de pele

A pesquisa deve diminuir os custos nesse tipo de tratamento e envolve professores do IFMA, da UFMA e da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (Portugal)

Divulgação

Fonte

IFMA | Instituto Federal do Maranhão

Data

terça-feira, 12 fevereiro 2019 10:20

Áreas

Biotecnologia. Dermatologia. Inovação.

Um tratamento inovador e mais econômico para o tratamento de feridas de pele provocadas pela diminuição de circulação sanguínea, denominadas úlceras de pressão, está sendo desenvolvido por professores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC). A equipe, coordenada pela professora do IFMA Campus Imperatriz, Dra. Ana Angélica Macedo, esteve reunida em Coimbra até o dia 7 de fevereiro para realizar as primeiras análises laboratoriais. O projeto “Preparação e Caracterização de Hidrocolóide obtido a partir de Galactomanana Reticulada para Aplicações em Úlceras de Pressão” é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema) e será desenvolvido até junho de 2020.

As úlceras de pressão são habitualmente tratadas com hidrocolóides – pensos que fazem a regeneração da pele e que são produzidos com “material de alto custo”, explicou a Dra. Ana Angélica. O objetivo do consórcio luso-brasileiro é, portanto, encontrar uma solução mais econômica por meio da extração de polissacarídeo da semente Adenanthera pavonina L., acrescentou a pesquisadora do IFMA. Só no final da pesquisa será possível quantificar a economia que este método pode representar, mas a utilização de “material vegetal biodegradável, abundante e de baixo custo” permite antecipar que os custos de produção serão reduzidos comparativamente aos métodos existentes. “O objetivo principal, é que, no final, tenhamos um produto inovador e eficaz para úlceras de pressão para patentear e comercializar”, informou a especialista.

“Complementado os recursos existentes nas diferentes instituições de ensino superior, a investigação é mais célere e produtiva”, afirmou o professor Dr. Fernando Mendes da ESTeSC, justificando assim a parceria Brasil-Portugal. Este consórcio “carateriza bem a investigação científica nos dias de hoje: multidisciplinar e transnacional, com diferentes conhecimentos, competências e aptidões a trabalharem em conjunto para encontrar soluções para problemas na área da saúde, e com forte impacto no individuo e na sociedade”, complementou.

Acesse a notícia completa na página do IFMA.

Fonte: Assessoria de Comunicação, IFMA. Imagem: Divulgação.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account