Destaque

Pesquisa investiga aumento de herpes zoster durante a pandemia

Fonte

FAPEMIG | Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais

Data

sexta-feira. 30 abril 2021 07:05

A herpes zoster, doença infecciosa causada pelo mesmo vírus da catapora, pode reaparecer durante a idade adulta provocando bolhas vermelhas na pele. Para entender as causas do aumento dessa doença durante a pandemia, pesquisadores da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) , desenvolveram um estudo cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica International Journal of Infectious Diseases.

Segundo o coordenador da pesquisa, professor Dr. Hercílio Martelli Júnior, o estudo avaliou a frequência dos casos clínicos de herpes zoster, em todas as macrorregiões brasileiras, comparando o período pré-pandêmico com o curso da pandemia. “Observou-se que no período que antecedeu a pandemia, tínhamos 30,2 casos de herpes zoster para cada milhão de pessoas. Durante a pandemia, este número saltou para 40,9 casos por milhão de indivíduos”, informou o pesquisador.

Porém, o coordenador destacou que ainda não é possível estabelecer os mecanismos imunológicos que podem estar envolvidos nestas alterações. “Mais estudos, com outras populações e diferentes desenhos metodológicos irão ampliar a compreensão destes resultados clínicos”, destacou o professor.

Métodos e Resultados

O estudo teve como objetivo reunir informações que tornassem possível refletir sobre a realidade de todas as cinco macrorregiões (Centro Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul) brasileiras. A partir disso, os pesquisadores adotaram uma análise dos dados quantitativos, extraídos do Sistema Único de Saúde (SUS) consolidados, entre março e agosto de 2020, durante a pandemia da COVID-19. “Para efeito comparativo, no mesmo período cronológico, foram adotados os dados de 2017 a 2019, período este pré-pandêmico”, informou o Dr. Hercílio Júnior.

De acordo com o coordenador, a partir das avaliações realizadas, observou-se um aumento no número de casos clínicos diagnosticados de herpes zoster em todas as macrorregiões do Brasil. “Por exemplo, foi verificado este incremento dos casos de herpes zoster, variando de +23,6% no Nordeste a +77.2% na região Centro-Oeste”. No geral, o país teve um aumento de 35,4%, comparando o período de pandemia com o intervalo pré-pandêmico.

COVID-19 e outras doenças

O estudo foi concluído e os resultados podem ser verificados de forma mais ampla no artigo científico. O Dr. Hercílio Júnior destacou, porém, que o grupo está ampliando essa linha de estudo e que estão realizando avaliações de outras doenças que podem estar sendo influenciadas pela COVID-19. “Estamos observando, por exemplo, o aumento nos casos de doenças mediadas imunologicamente, como lúpus eritematoso sistêmico e a síndrome de Guillian-Barré”, informou o professor.

O coordenador destaca que estudos importantes estão sendo conduzidos, decorrentes do intenso envolvimento da ciência neste período ímpar da história da humanidade. “Além disso, parece que teremos ainda, por um período longo, consequências nas patologias humanas decorrentes da COVID-19”. Dessa forma, é grande a importância de estudos que busquem entender a ocorrência de determinadas doenças no período da pandemia, mas também pós-pandemia, e isso “com toda certeza nos ensinará muito em termos clínicos e epidemiológicos, mas também ofertará orientações no tocante à saúde coletiva”, concluiu o pesquisador.

Acesse a publicação científica (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da FAPEMIG.

Fonte: Tuany Alves, FAPEMIG.

 

 

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account