Notícia

Ablação por cateter reduz risco de demência em pacientes com doença cardíaca

Novas descobertas mostram que a ablação por cateter reduziu a incidência de demência em quase um terço (27%) em pacientes com fibrilação atrial em comparação com aqueles que tentaram controlar sua condição apenas com medicação durante o período de acompanhamento

Shutterstock

Fonte

Universidade de Liverpool

Data

segunda-feira, 12 outubro 2020 15:40

Áreas

Cardiologia. Neurociências. Medicina. Psiquiatria. Saúde Mental.

Pesquisadores do Centro de Ciência Cardiovascular de Liverpool, no Reino Unido, contribuíram para um novo estudo que mostra que pessoas com fibrilação atrial (FA) têm risco reduzido de demência se forem submetidas a um procedimento chamado ablação por cateter para restaurar o ritmo normal do coração. Os resultados foram publicados na revista científica The European Heart Journal.

A FA é o distúrbio do ritmo cardíaco mais comum: 1 em cada 4 adultos têm risco de desenvolvê-la ao longo da vida. A condição causa batimentos cardíacos irregulares e frequentemente se tornam anormalmente rápidos. A FA também está associada a um alto risco de acidente vascular cerebral, morte, demência e insuficiência cardíaca.

À medida que a população envelhece, espera-se que a incidência de fibrilação atrial aumente, e há evidências crescentes de que ela pode contribuir para o desenvolvimento de problemas de raciocínio e demência. Os tratamentos incluem medicamentos como digoxina e beta-bloqueadores, cardioversão (um choque elétrico controlado para restaurar o ritmo normal) ou ablação por cateter. A ablação por cateter envolve a inserção de um tubo através de um vaso sanguíneo até o coração para identificar a origem da arritmia. A energia de radiofrequência é então usada para inativar ou isolar a área afetada. Até o momento, havia evidências conflitantes quanto ao efeito da ablação na incidência de demência.

Trabalhos anteriores, publicados no ano passado pelo mesmo grupo de pesquisadores, mostraram que a fibrilação atrial estava associada a um risco aumentado de demência, mesmo em pessoas que não sofreram um acidente vascular cerebral (AVC). Sabe-se também que a ablação por cateter para fibrilação atrial permite que o coração volte ao seu ritmo normal por um período mais longo após o procedimento em comparação aos antiarrítmicos, o que melhora a qualidade de vida.

Novas descobertas

As novas descobertas publicadas recentemente mostram que a ablação por cateter reduziu a incidência de demência em quase um terço (27%) em pacientes com fibrilação atrial em comparação com aqueles que tentaram controlar sua condição apenas com medicação durante o período de acompanhamento. Os pacientes foram acompanhados por até 12 anos, com pelo menos 50% deles sendo acompanhados por 52 meses.

A equipe foi liderada pelo Dr. Gregory Lip, professor de Medicina Cardiovascular da Universidade de Liverpool e professor da Escola de Medicina da Universidade Yonsei, na Coreia do Sul – e pelo Dr. Boyoung Joung, professor de Cardiologia e Medicina Interna da Escola de Medicina da Universidade Yonsei. Os pesquisadores analisaram dados do Serviço Nacional de Seguro de Saúde (NHIS) da Coreia sobre 834.735 adultos recém-diagnosticados com fibrilação atrial de 1º de janeiro de 2005 a 31 Dezembro de 2015. Eles identificaram 9.119 pacientes que fizeram ablação e 17.978 que receberam terapias médicas.

Durante o período de acompanhamento, ocorreram 164 casos de demência no grupo de pessoas que fizeram ablação e 308 casos no grupo de terapia medicamentosa. Isso deu uma taxa de incidência por 1000 pessoas-ano de 5,6 e 8,1 para os grupos de ablação e terapia médica, respectivamente.

Quando os especialistas observaram diferentes tipos de demência, eles descobriram que a ablação estava ligada a uma incidência 23% menor de doença de Alzheimer em comparação com terapias médicas (4,1 contra 5 por 1000 pessoas/ano, respectivamente) e uma redução de 50% na demência vascular (1,2 contra 2,2 por 1000 pessoas/ano, respectivamente). Depois de remover da análise os pacientes que sofreram um acidente vascular cerebral durante o acompanhamento, a ablação ainda estava significativamente associada a um risco reduzido de demência geral e de demência vascular, mas um risco reduzido estatisticamente não significativo de doença de Alzheimer.

Os pesquisadores também analisaram 5.863 pacientes compatíveis que se submeteram à ablação para identificar se havia uma relação positiva entre a baixa taxa de demência observada e o próprio procedimento de ablação ou com o sucesso da ablação.

A ligação entre ablação e menor risco de demência foi consistente, independentemente do sexo, área residencial, uso de cuidados de saúde, insuficiência cardíaca, história de acidente vascular cerebral, medicamentos para afinar o sangue e pontuações para prever acidente vascular cerebral.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Liverpool (em inglês).

Fonte:  Universidade de Liverpool. Imagem: Shutterstock.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account