Notícia

Software pode diagnosticar câncer de pele com precisão de 86%

Algoritmo desenvolvido na Unicamp classifica lesões de pele através da análise das imagens com Inteligência Artificial

Wikimedia Commons

Fonte

UNICAMP | Universidade Estadual de Campinas

Data

quinta-feira, 23 janeiro 2020 09:10

Áreas

Bioinformática. Computação. Inteligência Artificial. Medicina. Dermatologia. Oncologia.

Um grupo de pesquisadores da Universidade estadual de Campinas (UNICAMP) vem atuando no desenvolvimento de um software com potencial para dar agilidade aos diagnósticos do câncer de pele do tipo melanoma. Utilizando a inteligência artificial e o deep learning, técnica de aprendizado das máquinas através de redes neurais artificiais, a equipe já chegou a uma precisão de 86% no diagnóstico. Agora, dedica-se a melhorar o resultado e a desenvolver a aplicabilidade no cotidiano dos centros de saúde.

O anseio é que num futuro próximo, com o sistema instalado em um celular e com uma lente dermatoscópica acoplada, seja possível extrair um diagnóstico rapidamente, explica a Dra. Sandra Avila, professora do Instituto de Computação que integra o estudo. “A ideia é que a gente coloque isso dentro de um posto de saúde, por exemplo, onde não tem um dermatologista. Muitas vezes a pessoa só se dá conta da lesão quando começa a crescer, coçar e sangrar, quando provavelmente o câncer já avançou e a chance de cura é muito mais baixa, de 14%. Já nos estágios iniciais a chance de cura é de 97%”, afirma Sandra.

A pesquisadora, que desde 2014 dedica-se ao projeto, frisa que a ideia não é substituir o diagnóstico realizado pelo médico, mas dar apoio a este profissional. “A inteligência artificial funciona como um suporte, como auxílio, mas a decisão final sempre tem que ser do médico”, observa. Assim, aliar a tecnologia ao conhecimento do profissional de saúde pode trazer celeridade na detecção precoce do melanoma, que é o tipo de câncer de pele mais agressivo e letal, melhorando o prognóstico de vida do paciente.

O diagnóstico da máquina

A análise realizada pela máquina, elucida a Dra. Sandra, acontece através de um banco público de imagens. Com os algoritmos desenvolvidos pelos pesquisadores, o computador consegue identificar se a lesão é benigna ou maligna. Atualmente, o banco conta com 23.906 fotografias de diferentes tipos de lesões de pele. Quando mais imagens, diz a docente, maior é a possibilidade de o diagnóstico ser preciso, pois a máquina aprende através de exemplos. Por isso, uma das perspectivas de avanço da pesquisa é poder aumentar o banco de dados com imagens obtidas em hospitais brasileiros.

Google premia estudo

Pelo quarto ano consecutivo, o estudo sobre a detecção do melanoma, que teve início em 2014 através de uma parceria entre a Dra. Sandra e o professor Dr. Eduardo do Valle, da Faculdade de Engenharia Elétrica da UNICAMP, foi um dos contemplados pelo Google Latin America Research Awards (Lara). O prêmio foi concedido a 25 pesquisas na América Latina, sendo 15 brasileiras. Destas, 13 estão ligadas a instituições públicas de ensino, sendo três da Unicamp.

Acesse a notícia completa na página da UNICAMP.

Fonte: Liana Coll, Jornal da UNICAMP. Imagem: Wikimedia Commons.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account