Notícia

Estudo da saliva pode ajudar a prevenir a cárie em bebês e crianças

Estudo pretende identificar como metabólitos salivares de baixo peso molecular podem influenciar no processo da doença em bebês e crianças

Pixabay

Fonte

Faperj | Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro

Data

sexta-feira, 22 fevereiro 2019 09:45

Áreas

Odontologia. Odontopediatria. Saúde Pública.

A cárie é uma das doenças mais prevalentes no mundo. No Brasil, jovens de 12 anos têm até dois dentes afetados pela doença, em média, uma incidência quase duas vezes maior que o considerado adequado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Esse número sobe para quatro em jovens entre 15 a 19 anos, e 16 em adultos entre 35 a 44 anos. Para avaliar a saúde dental da população, o País utiliza o índice preconizado pela OMS que avalia a prevalência da cárie dentária, o CPO-D. A sigla deriva das palavras “cariados”, “perdidos” e “obturados”, sendo “d”, dente. A idade de 12 anos é referência internacional para o cálculo, por ser a etapa da vida em que a dentição permanente está praticamente completa. A OMS recomenda um valor ideal de CPO-D médio menor do que 1,1 aos 12 anos. No último levantamento epidemiológico nacional  (Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, SB Brasil, 2010), realizado pelo Ministério da Saúde, foi observada uma prevalência de 53,4% de crianças com cárie na dentição decídua, na idade de cinco anos, e de 56,5% em dentes permanentes, em crianças de 12 anos.

Pesquisa coordenada pela Dra. Tatiana Kelly da Silva Fidalgo, professora do Departamento de Odontologia Preventiva e Comunitária (Precom) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), em colaboração com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), pretende identificar como metabólitos salivares de baixo peso molecular podem influenciar no processo da doença em bebês e crianças. O estudo “Metabolômica da saliva de bebês antes e após a erupção dentária e secretoma de microrganismos bucais associados à cárie dentária” avalia a saliva como um biofluido importante no que se refere à tradução do estado da incidência de cárie. Metabolômica é o conjunto de metabólitos de baixo peso molecular (ácidos orgânicos, aminoácidos, carboidratos, entre outros) de determinado biofluido, neste caso, a saliva. “Grande maioria das pessoas acha que a saliva é sinônimo de água, mas, apesar dela ser composta por cerca de 99% de água, o 1% restante exerce papel de proteção da cavidade bucal e armazena importantes informações sobre a saúde geral e bucal”, informa a Dra. Tatiana. A odontopediatra explica que existe um apelo grande para estudos com saliva, por ser um biofluido fácil de coletar por meio de procedimento não invasivo, que não provoca estresse. “Estamos estudando esses perfis distintos em condições de saúde e doença para, quem sabe, no futuro, podermos caracterizar uma doença pela saliva”, diz a especialista.

A odontopediatra relata que, atualmente, tanto no Brasil como no mundo há uma diminuição da ocorrência de cárie, mas com um fenômeno chamado polarização da doença. “Diminuiu a prevalência global, mas quem tem a doença apresenta uma quantidade maior”, acrescenta. Ela explica que até existe uma predisposição a cáries – confirmada pela linha de estudo da genética da cárie –, mas que a doença nada mais é do que consequência da acidificação do pH do biofilme aderido ao dente, decorrente da ação das bactérias da cavidade bucal. “Não se transmite cárie, mas a bactéria. Em geral, essas bactérias estão em harmonia na boca, mas a partir de um desequilíbrio (disbiose), como pela ingestão de açúcar, as bactérias começam a produzir ácido em maior quantidade. Com isso, o biofilme começa a ficar espesso e, aliado a uma escovação irregular ou deficiente, as bactérias que produzem mais ácido começam a prevalecer no meio, gerando um desequilíbrio e iniciando a desmineralização da estrutura dentária, o que caracteriza a cárie”.

A recomendação da especialista para manter a saúde bucal dos bebês é a limpeza da cavidade bucal com gaze úmida após a mamada, a partir do quarto mês, porque assim o bebê já vai se acostumando com a futura escovação. A partir do nascimento do primeiro dente é indicada a escovação com escova macia e pasta dental apenas para “sujar” a escova. A Dra. Tatiana também alerta para a necessidade de o creme dental conter flúor na concentração regular (1000 – 1100 ppm F para os tendo sílica como abrasivo; e 1500 ppm F para os com carbonato de cálcio). Ela alerta para a quantidade de pasta a ser usada: o equivalente a um grão de arroz para crianças de 1 a 3 anos, um grão de ervilha para crianças de 3 a 6 anos, e a partir dos seis anos a aplicação da pasta pela técnica transversal na escova. “Grande parte da população brasileira tem alto risco de cárie. O flúor é importante para controlar a doença, especialmente entre a população mais desassistida, de baixa renda, que não tem acesso ao serviço odontológico, carece de informação, e que não realiza regularmente uma boa higiene bucal, pois é justamente a população que consome mais açúcar”, finaliza a pesquisadora.

Acesse a notícia completa na página da Faperj.

Fonte: Paula Guatimosim, Faperj. Imagem: Pixabay.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account