Notícia

Algoritmos podem ajudar a melhorar a assistência médica?

Freepik

Fonte

Universidade Maastricht

Data

sexta-feira, 29 novembro 2019 11:50

Áreas

Bioinformática. Computação. Inteligência Artificial.

Como se pode melhorar ainda mais a assistência médica com o uso de ‘big data’? Essa questão é central para muitos estudos científicos em todo o mundo. Na Universidade Maastricht, nos Países Baixos, o grupo de pesquisa liderado pelo professor de Ciências de Dados Clínicos Dr. André Dekker também está trabalhando nas respostas a essa pergunta.

O projeto de pesquisa AMICUS, que recebeu um investimento significativo recentemente como parte do programa Tecnologia para Oncologia II, da Sociedade Holandesa do Câncer, será lançado em 1º de janeiro de 2020 e deverá usar uma infraestrutura de dados já disponível na universidade, chamada Personal Health Train (PHT). O projeto será liderado pelo professor André Dekker.

Inteligência Artificial

Técnicas de imagem, como tomografia computadorizada, PET ou ressonância magnética são uma fonte importante de informações que ajudam a determinar as opções de tratamento para pacientes com câncer. Isso envolve enormes quantidades de dados, que até agora raramente foram comparados por pesquisadores de diferentes hospitais. Ao analisar imagens de grandes grupos de pacientes usando inteligência artificial, o consórcio AMICUS deseja desenvolver novos conhecimentos que permitam aos oncologistas adequar melhor os tratamentos. O grupo de pesquisa, que também inclui as universidades de Tilburg e Twente, o Centro Médico da Universidade de Groningen e o IKNL, desenvolverá a tecnologia com a qual as imagens de vários hospitais podem ser analisadas de uma maneira que também respeite a privacidade dos pacientes. A infraestrutura de dados que foi desenvolvida em Maastricht servirá como modelo para esta nova tecnologia.

Infraestrutura de dados

O PHT é um sistema de dados aberto desenvolvido na Universidade de Maastricht pelo grupo de pesquisa d Dr. André Dekker. Hospitais acadêmicos de todo o país e o instituto de pesquisa TNO já estão trabalhando com esse modelo. Mais importante, ele alcançou a política nacional e está incluído como melhor prática no Plano de Ação Estratégico da Inteligência Artificial, apresentado recentemente pelo governo holandês. Este vídeo animado fornece uma boa explicação de como a tecnologia funciona.

Acesse a notícia completa na página da Universidade Maastricht (em inglês).

Fonte: Universidade Maastricht. Imagem: Freepik.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account