Notícia

Tratamento intensivo para a gota tem foco em reduzir o nível de ácido úrico no corpo

Tratamento pode proteger pacientes com podagra contra novos surtos

Wikimedia Commons

Fonte

Universidade de Oslo

Data

quinta-feira, 4 abril 2019 11:10

Áreas

Medicina. Bioquímica. Ortopedia. Farmacologia.

A gota é uma doença inflamatória que pode causar ataques muito dolorosos. Afeta principalmente os homens, particularmente com mais de 40 anos de idade. Uma das manifestações da gota é a chamada “podagra”, quando ocorre inchaço, vermelhidão e dor intensa nas articulações do pé, principalmente no hálux (dedão do pé).

” Pacientes com gota freqüentemente sofrem de grande dor. Em vez de prevenir ataques, muitos médicos e pacientes se concentram em reduzir a dor e a inflamação imediatas durante o ataque agudo de dores articulares”, diz o professor Dr. Till Uhlig, da Universidade de Oslo, na Noruega. Ele lidera o estudo Gota-NOR, um projeto colaborativo entre a Universidade de Oslo e o Hospital Diakonhjemmet.

Para prevenir novos ataques, é importante manter baixos os níveis de ácido úrico no corpo. No entanto, o tratamento de alívio da dor por si só não resulta em níveis satisfatoriamente baixos de ácido úrico para os pacientes. “É de vital importância que se reduza os níveis de ácido úrico, a fim de prevenir novos ataques, para que o paciente possa estar bem em longo prazo. Níveis baixos de ácido úrico também diminuirão o impacto da doença em outros órgãos, como coração e rins”, explica o Dr. Uhlig.

Dietas ricas em gordura e álcool podem desencadear a gota

Quem corre o risco de ter gota? Na maioria das vezes, a razão pela qual algumas pessoas possuem gota é devido à subexpressão do ácido úrico através dos rins. Esta é uma doença congênita para a maioria das pessoas. Para outros, os ataques podem ser desencadeados por refeições com uma alta ingestão de alimentos ricos em gordura e purinas e grandes quantidades de álcool. O álcool também contribui para a quebra da purina em ácido úrico. Estar acima do peso também pode ser um fator no desencadeamento de episódios.

Tratamento que reduz os níveis de ácido úrico

A inflamação é causada pela cristalização do ácido úrico que é excretado nas articulações, tendões ou outras partes do corpo, que ficam vermelhas, inchadas e doloridas. No estudo Gota-NOR foram pesquisadas formas específicas de tratamento que reduzem os níveis de ácido úrico no corpo, a fim de proteger os pacientes de novos ataques. “O estudo mostra que a redução dos níveis de ácido úrico no corpo é um tratamento eficaz. Essa percepção é importante para poder oferecer aos pacientes o melhor tratamento possível”, diz o Dr. Uhlig.

É muito comum que a articulação no dedão do pé seja atacada primeiro. Este é provavelmente o sintoma mais conhecido da gota. No entanto, a doença também pode causar várias complicações e mal funcionamento sustentado de várias articulações simultaneamente.

No estudo Gota-NOR, os pesquisadores trataram mais de 200 pacientes que sofrem de gota. Todos os pacientes haviam sofrido recentemente ataques nos quais apresentavam níveis excessivos de ácido úrico no sangue. O objetivo do tratamento foi diminuir os níveis de ácido úrico, de modo que o risco de novos ataques praticamente desapareceu. “Os pacientes foram agendados para check-ups mensais com médicos e enfermeiros, onde também receberam orientação sobre estilo de vida. Se necessário, também intensificamos o tratamento medicamentoso para diminuir ainda mais os níveis de ácido úrico”, explica o professor.

Esta é a primeira vez que os pacientes com gota regular foram tratados com essa combinação de check-ups mensais e aumentos potenciais no tratamento medicamentoso. Este regime não só teve um efeito positivo nos sintomas dos pacientes, como também mostrou que é possível reverter o processo em que o ácido úrico se acumula no tecido corporal. Após um ano, o ácido úrico acumulado nas articulações dos pacientes foi significativamente reduzido. “Nosso objetivo em todos os momentos é adaptar o tratamento médico para que os níveis de ácido úrico no sangue permaneçam baixos. O tratamento é vitalício”, conclui o Dr.  Uhlig.

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Oslo (em inglês).

Fonte: Julie Nybakk Kvaal/Semantix. Imagem: Wikimedia Commons.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account