Notícia

Treinamento simples pode evitar morte súbita cardíaca

Apenas duas mãos para salvar vidas: como o treinamento de jovens vem mudando os números da morte súbita cardíaca

Reprodução, European Resuscitation Council

Fonte

FMUSP | Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Data

segunda-feira, 6 maio 2019 11:25

Áreas

Medicina. Cardiologia.

A morte súbita cardíaca é a terceira maior causa de morte em nações industrializadas, estando à frente de câncer e ainda outras doenças cardiovasculares. Na Europa e nos Estados Unidos, pelo menos 700.000 pessoas morrem de parada cardíaca súbita após tentativa frustrada de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) fora de um hospital. Em passagem pelo Brasil, o Dr. Bernd Böttiger, chefe do Departamento de Anestesiologia e Cuidado Intensivo Operativo da Universidade de Colônia, na Alemanha, mostrou números sobre como um gesto simples – que requer apenas o uso de duas mãos – vem salvando milhares de vidas no mundo.

A palestra The World Restarts a Heart and Kids Save Lives Campaigns, apresentada no anfiteatro do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) no último dia 29 de abril, mostrou a evolução da campanha mundial de RCP, que tem como foco principal o treinamento de crianças e adolescentes para atuar em situações de emergência. A campanha é conduzida por entidades como a European Resuscitation Council, da qual o Dr. Bernd Böttiger é presidente desde 2008.

“Só na Alemanha, mais de sete mil vidas vêm sendo salvas ao ano, desde que o programa foi implantado nas escolas, em 2010”, disse o Dr.Böttiger. O cientista mostrou um vídeo simulando de que forma as pessoas, mesmo as que poderiam ter mais preparo, acabam fragilizadas e sem reação numa emergência real. Mostrou também casos emocionantes como, por exemplo, de que forma a atuação da estudante Kea, de 16 anos de idade, acabou salvando a vida de Nic, de 12 anos de idade, numa situação durante um jogo esportivo na escola.

O cérebro resiste até cinco minutos após uma parada cardiopulmonar e a intervenção adequada nos momentos iniciais é crucial. Faz toda a diferença para salvar a vida ou mesmo para evitar sequelas que possam ocorrer após esses episódios, mostrou o especialista.

Kids Save Lives Brasil, coordenado pela professora Dra. Naomi Kondo Nakagawa, do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da FMUSP, já atuou em diversas escolas da rede pública como projeto de extensão universitária, treinando jovens para atuar em casos de parada cardiorrespiratória. Em 2019, o projeto ganhou as salas de aulas da Graduação e se transformou em disciplina optativa livre para alunos da USP.

Para potencializar a campanha internacional de RCP, a professora vem atuando também para a aprovação do Projeto de Lei 310/2019, que prevê a criação da Semana Crianças Salvam Vidas – Kids Save Lives Brasil – a partir de 16 de outubro. A ideia é capacitar alunos de graduação para treinar e difundir a técnica de ressuscitação em situações de emergências cardiopulmonares, segundo a Dra. Naomi.

Assista ao vídeo do European Resuscitation Council:

Acesse a notícia na página da FMUSP.

Fonte: Sylvia Miguel, Assessoria de Comunicação da FMUSP – Imagem: Reprodução, European Resuscitation Council.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

Entre em Contato

Enviando

2019 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account