Notícia

Pesquisadores desenvolvem novas tecnologias para ajudar pessoas com deficiências

Robôs que ajudam a reduzir a ansiedade em crianças e robôs de telepresença para idosos estão sendo desenvolvidos como parte de um projeto de pesquisa com foco na criação da próxima geração de tecnologias assistivas

Divulgação

Fonte

Universidade de Sheffield

Data

quinta-feira, 11 abril 2019 10:30

Áreas

Biomecânica. Reabilitação. Inclusão. Computação. Engenharia Biomédica. Artes.

Projeto de cientistas e engenheiros da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, reunirá pela primeira vez conhecimentos em artes, humanidades, engenharia e robótica para criar tecnologias assistivas para pessoas com deficiências. O objetivo é aumentar a compreensão de como a deficiência é atualmente representada e as maneiras pelas quais a tecnologia pode melhorar vidas no futuro.

Um foco importante da pesquisa de Sheffield será em robôs que simulam animais como companheiros que poderiam reduzir a ansiedade em crianças em um ambiente hospitalar.

Pesquisadores da Universidade também estarão desenvolvendo robôs de telepresença – telas de vídeo sobre rodas levantadas até a altura da cabeça que podem ser controladas remotamente usando um simples aplicativo de smartphone. Eles permitem que parentes e assistentes sociais “visitem” os idosos com mais frequência, mesmo que morem em áreas rurais ou distantes. O paciente idoso não precisa operar o dispositivo, deixando-o livre para interagir com a assistente social ou a família.

Financiado com o Prêmio de Colaboração em Ciências Humanas e Ciências Sociais do “Wellcome Trust”, o projeto de cinco anos de  1,5 milhão de libras vai incluir pacientes de uma variedade de grupos de portadores de deficiência de todo o Reino Unido que desempenharão um papel vital na formação da iniciativa, na qual participarão as universidades de Sheffield, Leeds, Dundee e Exeter, bem como parceiros internacionais nos EUA, Japão e Suécia.

A pesquisa na Universidade de Sheffield será liderada pelo professor Dr. Tony Prescott e pelo Dr. Michael Szollosy, ambos do Departamento de Ciência da Computação. A equipe conduzirá atividades de projeto participativo com crianças e idosos com deficiências, com o objetivo de projetar e criar protótipos de tecnologias assistivas da próxima geração.

O Professor Tony Prescott comentou: “Estamos empolgados em trabalhar com pesquisadores das ciências médicas para entender como a cultura influencia as formas pelas quais as pessoas se relacionam e usam diferentes tipos de tecnologia robótica em contextos do mundo real, como salas de aula, enfermarias e hospitais e também nas casas das pessoas.Nosso objetivo neste projeto é trabalhar em estreita colaboração com pessoas com deficiência, a fim de entender como robôs assistivos poderiam ajudá-los e projetar novos tipos de tecnologias que eles achem atraentes e utilizáveis”, explica o pesquisador.

Os parceiros envolvidos no projeto também farão filmes, exposições, participarão de festivais de arte e mostrarão seu trabalho em feiras de tecnologia no Reino Unido e em todo o mundo.

Acesse a página da  Sheffield Robotics (em inglês).

Acesse a notícia completa na Universidade de Sheffield. (em inglês).

Fonte: Sean Barton, Universidade de Sheffield. Imagem: Divulgação.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

Entre em Contato

Enviando

2019 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account