Notícia

Novo modelo é o primeiro a predizer risco de insuficiência cardíaca ao longo da vida

Até agora, existiam apenas modelos de curto prazo que estimavam o risco de insuficiência cardíaca nos próximos cinco a dez anos

cottonbro via Pexels

Fonte

Universidade Northwestern

Data

quarta-feira, 29 dezembro 2021 06:20

Áreas

Cardiologia. Estatística. Modelagem Matemática.

Imagine visitar o médico, responder a algumas perguntas básicas e obter uma estimativa imediata sobre o risco de ter insuficiência cardíaca nos próximos 30 anos.

Esse modelo agora existe, graças a um novo estudo da Escola de Medicina da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, que derivou e validou o primeiro conjunto de modelos de predição de risco para a insuficiência cardíaca ao longo da vida.

A capacidade de identificar quem está em maior risco de insuficiência cardíaca – especialmente entre as populações de adultos jovens de alto risco – permitirá que os médicos iniciem medidas de prevenção mais cedo.

“Uma vez que alguém desenvolve sintomas de insuficiência cardíaca, a janela de prevenção se fecha, o que é uma oportunidade perdida, visto que o risco de morrer cinco anos após o diagnóstico é de 50%, semelhante a um diagnóstico de câncer”, disse a Dra. Sadiya Khan, coautora do estudo e professora de Cardiologia e Epidemiologia da Escola de Medicina da Universidade Northwestern.

Antes deste trabalho, não existiam modelos para estimar o risco de longo prazo para insuficiência cardíaca. Existem modelos de curto prazo que estimam o risco de insuficiência cardíaca nos próximos cinco a dez anos, mas eles não são tão eficazes para jovens adultos que podem não desenvolver insuficiência cardíaca até ficarem mais velhos. Agora, pela primeira vez, o modelo permitirá aos médicos estimar o risco de uma pessoa desenvolver insuficiência cardíaca nos próximos 30 anos com base em seus níveis atuais de fatores de risco, como índice de massa corporal, pressão arterial, colesterol, diabetes e tabagismo. Os cientistas estão atualmente trabalhando em uma ferramenta online que possa ser usada por médicos.

A insuficiência cardíaca é a principal causa de um milhão de hospitalizações e contribui com 300.000 mortes anualmente nos Estados Unidos. E essa tendência só continua aumentando, disse a professora Khan.

Nem todas as pessoas com hipertensão ou obesidade têm o mesmo risco de insuficiência cardíaca, disse a especialista. Atualmente, existem estratégias eficazes para reduzir o risco de insuficiência cardíaca de uma pessoa. Isso inclui a redução da pressão arterial ou do açúcar no sangue com medicamentos específicos combinados com dieta e exercícios. Mas, sem ser capaz de quantificar o risco de uma pessoa desenvolver insuficiência cardíaca, é difícil identificar quem deve receber essas medidas de prevenção.

“Esses novos modelos oferecem a oportunidade para médicos e pacientes de iniciarem discussões em nível individual para oportunidades de iniciar a prevenção precocemente. Isso é um avanço significativo, oferecendo uma abordagem precisa para a prevenção e indo além do risco associado a ter ou não ter hipertensão ou diabetes”, disse a Dra. Khan

Uma vez que é bem conhecido que o risco de insuficiência cardíaca difere entre homens e mulheres negros e brancos, os modelos de predição de risco foram derivados em cada subgrupo demográfico individual, disse a professora.

Para uma pessoa com 40 anos de idade não fumante com uma pressão arterial sistólica não tratada de 140 mm Hg, que é alta, e índice de massa corporal de 30 kg/m2, que é considerado o limite de obesidade, o risco de desenvolver insuficiência cardíaca foi estimado em 22,8% para um homem negro, 13,7% para um homem branco, 13,0% para uma mulher negra e 12,1% para uma mulher branca.

Os resultados foram publicados na revista científica Circulation Research.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Northwestern (em inglês).

Fonte: Kristin Samuelson, Universidade Northwestern. Imagem: cottonbro via Pexels.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account