Notícia

Monitor sem fio pode ajudar pacientes com epilepsia intratável

Estudantes e pesquisadores da Universidade Rice, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo o dispositivo

Jeff Fitlow

Fonte

Universidade Rice

Data

quarta-feira, 1 maio 2019 11:20

Áreas

Engenharia Biomédica. Bioeletrônica. Neurociências.

Pesquisadores e estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade Rice, nos Estados Unidos, estão desenvolvendo um instrumento para coletar sinais do cérebro de um paciente e enviar -los por via sem fio para um computador.

Em casos de epilepsia intratável por medicamentos, pode ser necessária a intervenção cirúrgica para remover pequenas partes de tecidos onde as convulsões se originam. Primeiro, os médicos precisam descobrir quais partes são relevantes e, para isso, precisam implantar eletrodos que coletem dados durante as convulsões.

“Isso significa que os pacientes precisam estar no hospital por um período suficientemente longo para obter uma amostra significativa de convulsões para os médicos entenderem sua origem. Há muitos custos associados a isso, incluindo custos psicológicos. Os pacientes precisam ficar conectados e não podem se movimentar. Eles não podem ir para casa”, argumenta Aidan Curtis, estudante da Universidade Rice. “Esses pacientes já estão lutando porque suas convulsões estão em um ponto em que eles não têm nenhuma qualidade de vida.  E acontece que muitas pessoas com epilepsia intratável têm dependência do contexto, então, se elas não conseguem se mover, podem não ter tantas convulsões.”, completa Benjamin Klimko, pesquisador da universidade.

Os estudantes estão trabalhando em conjunto com o Dr. Nitin Tandon, professor de neurocirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade  do Texas em Houston (UTHealth), e o Dr. Caleb Kemere, professor de engenharia elétrica e de computação na Rice. Seu protótipo parae prova de conceito mostra dados de alta qualidade coletados de eletrodos no cérebro de vcamundongos transmitidos sem fio a um computador.

“Este protótipo, com seu método de gravação e transmissão sem fio, nos dá esperança de que podemos fazer isso em um futuro próximo”, disse o dr. Nittin Tandon. “Usamos principalmente componentes comerciais para isso, mas para chegar ao próximo nível, mais evoluído, precisaríamos de soluções de hardware mais complexas e personalizadas.”

Acesse a notícia completa na página da Universidade Rice (em inglês).

Fonte: Mike Williams, Universidade Rice. Imagem: Jeff Fitlow.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

Entre em Contato

Enviando

2019 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account