Notícia

HC da Unicamp realiza procedimento inédito de crioablação de defeito genético no coração

Procedimento minimamente invasivo consiste na cauterização de um defeito congênito no coração a uma temperatura variável entre -50oC e -70oC

Divulgação, HC Unicamp

Fonte

HC Unicamp | Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas

Data

quarta-feira, 4 novembro 2020 17:55

Áreas

Cardiologia, Cirurgia. Medicina.

Cardiologistas do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC Unicamp) realizaram um procedimento inédito para o tratamento de uma arritmia cardíaca em uma criança. Chamada de crioablação, o procedimento é minimamente invasivo e consiste na cauterização de um defeito congênito no coração a uma temperatura variável entre -50oC e -70oC. A técnica não leva mais que três horas e as vantagens são maior precisão e menor risco de danos permanentes a estruturas importantes do órgão.

Segundo o Dr. Márcio Figueiredo, responsável pelo procedimento, professor da disciplina de Cardiologia e especialista no tratamento de arritmias, a técnica de crioablação é a alternativa aos medicamentos e ao procedimento de ablação por radiofrequência, que cauteriza pelo calor e é usado no hospital desde 2002. “Na crioablação, um cateter com pedra de gelo formada por nitrogênio é introduzido pela virilha e chega até o coração para cauterizar o defeito cardíaco”, detalhou o especialista.

O Dr. Márcio Figueiredo esclareceu que a opção pela crioablação é a última opção terapêutica destinada para alguns tipos de patologias cardíacas, nesse caso a Síndrome de Wolff-Parkinson-White, que ocasiona uma via elétrica a mais no coração, chamada via acessória entre os átrios e os ventrículos. embora muitas vezes eficazes, os medicamentos precisam ser usados continuamente e podem provocar efeitos colaterais, explicou o Dr. Márcio.

O Dr. Fernando Piza, também membro da equipe de Eletrofisiologia do HC da Unicamp, explicou que o tratamento com medicamentos e a ablação por radiofrequência foram usados na criança, sem sucesso. “No caso dela, a comunicação anormal estava localizada muito próximo do sistema elétrico normal. Nesses casos, poderia haver uma lesão definitiva se a continuidade fosse a ablação por radiofrequência, ocasionando a necessidade de um marcapasso definitivo”.

O novo procedimento, mais simples e rápido, além do baixo risco de ocorrer uma complicação que leve a um bloqueio do coração, é necessário em uma minoria desses casos. Dados da literatura sugerem que cerca de 2% da população tenha fibrilação atrial, que em um momento de crise, faz com que o coração alcance até 200 batimentos por minuto, mais que o dobro recomendado para uma pessoa jovem e saudável. A técnica de crioablação já existe no país desde 2015.

O HC da Unicamp é referência para a realização de ablações com radiofrequência pelo SUS na região, e tem capacidade, atualmente, de realizar cerca de 50 procedimentos ao ano. “Esperamos que a experiência adquirida com a técnica de crioablação possa ser aplicada em casos futuros que necessitem desse tipo de tratamento”, concluiu o Dr. Márcio Figueiredo.

Acesse a notícia completa na página do HC Unicamp.

Fonte: Caius Lucilius, HC Unicamp. Imagem: Divulgação, HC Unicamp.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2020 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account