Notícia

Grupo da USP desenvolve aplicativo para prevenir depressão materna

Aplicativo Motherly indica intervenções para evitar maiores riscos e incentiva a procura por ajuda profissional de acordo com o quadro apresentado

Divulgação, Motherly

Fonte

Jornal da USP

Data

sexta-feira, 30 agosto 2019 10:45

Áreas

Psiquiatria. Psicologia. Computação. Saúde Pública.

Um dos problemas de saúde mais discutidos atualmente, a depressão tende a ser mais comum entre gestantes e mães do que em outros grupos. Um estudo de 2016 publicado na revista The Lancet indica que países em desenvolvimento têm taxa de cerca de 25% de depressão durante a gestação.

Para auxiliar na prevenção, um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) criou um aplicativo capaz de identificar sintomas depressivos em gestantes e mães. O Motherly, como foi chamado, indica intervenções para evitar maiores riscos e também incentiva a procura por ajuda profissional de acordo com o quadro apresentado.

O projeto está em processo de desenvolvimento, e uma versão preliminar será lançada em breve para mulheres que se candidataram para participar do período de testes, ainda como parte da pesquisa.

Além da saúde mental, o aplicativo também monitora aspectos como peso, qualidade do sono, nutrição e atividades físicas.

Embora não seja possível determinar as causas exatas da prevalência da depressão materna, acredita-se que esteja relacionada às várias mudanças hormonais e fisiológicas que acontecem durante a gravidez, conforme explica Daniel Fatori, doutor pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) da USP e um dos responsáveis pelo Motherly. No Brasil, há ainda uma série de fatores que influenciam para que o problema seja mais recorrente, como gravidez precoce e insegurança financeira.

“O Brasil é um dos campeões em gestação na adolescência, e isso aumenta o risco de depressão. Além de todos os riscos relacionados à pobreza, como estresse e exposição à violência”, conta o pesquisador.

Tecnologia a serviço da saúde

No Motherly, a primeira coisa solicitada à gestante é que responda a algumas perguntas que ajudarão a montar seu perfil. Dessa forma, já é possível identificar sinais que merecem atenção. O aplicativo percebe indícios de alguma questão que pode se tornar clínica e promove algumas ações.

Para prevenir a depressão, o Motherly utiliza a chamada “ativação comportamental”. Como explica o pesquisador Daniel Fatori, ela é usada há décadas na clínica psicológica, e trata-se de incentivar o paciente a fazer atividades das quais gosta ou que lhe são importantes. A técnica parte do pressuposto de que, ao fazer essas atividades, os sintomas depressivos são naturalmente atenuados.

“A diferença foi que transformamos essa técnica numa coisa automatizada, no aplicativo não tem intermédio de seres humanos”, diz Fatori. “Fizemos uma versão automática, obviamente simplificando um pouco do que seria na clínica, para caber dentro do escopo de um aplicativo.”

Ao usar o Motherly, as mães e gestantes também monitoram a qualidade do sono e da alimentação, bem como a prática de exercícios físicos, e recebem dicas de como melhorar cada um desses aspectos da saúde. O aplicativo também é personalizado, de modo que as recomendações que cada usuária recebe são diferentes de acordo com seu perfil: a gestante só entrará no módulo de ativação comportamental, por exemplo, caso apresente sintomas depressivos.

Acesse a página do aplicativo.

Acesse a notícia completa no Jornal da USP.

Fonte: Matheus Souza, Jornal da USP. Imagem: Divulgação, Motherly.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

Entre em Contato

Enviando

2019 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account