Notícia

Estudo aponta relação entre atividade física e qualidade do sono na quarentena

Resultados demonstraram que níveis insuficientes de atividade física são fatores de risco para um padrão de sono perturbado

Kinga Cichewicz via Unsplash

Fonte

Unifesp | Universidade Federal de São Paulo

Data

sábado, 27 março 2021 06:55

Áreas

Educação Física. Saúde Pública.

Estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Nove de Julho (Uninove), Universidade Estadual da Califórnia em San Bernardino, nos Estados Unidos, e a Universidade Northumbria, no Reino Unido, avaliou a relação e os efeitos da redução do nível de atividade física com a qualidade do sono durante o período de quarentena.

O trabalho foi realizado em maio de 2020, dois meses após o início da pandemia, por meio de um formulário on-line desenvolvido por pesquisadores com doutorado em áreas como Saúde Pública, Ciências, Nutrição, Fisiologia, Ciências do Movimento Humano, Neurociências e Comportamento. Os resultados foram publicados na revista científica Frontiers in Psychology.

Os resultados demonstraram que níveis insuficientes de atividade física são fatores de risco para um padrão de sono perturbado, revelando um aumento de até uma vez e meia nas chances de distúrbios do sono, independente de potenciais fatores de confusão (exceto depressão). Foi constatado ainda que a interrupção na rotina de atividades físicas exerceu influência negativa na qualidade do sono durante o isolamento social acarretado pela pandemia.

A pesquisa incluiu questões relativas a informações e cuidados pessoais relacionados à COVID-19, atividade física e saúde mental e foi respondida por 1.874 voluntários adultos. Para checar a associação dos parâmetros de atividade física e qualidade do sono, foi utilizada a “regressão logística binária”.

O Dr. João Paulo Botero, professor do Departamento de Ciências do Movimento Humano do Instituto de Saúde e Sociedade (ISS/Unifesp) – Campus Baixada Santista – afirmou: “uma vez que a quarentena interrompeu os eventos normais de exercício físico diário e impediu algumas pessoas de continuarem a fazer suas atividades regulares ou externas, o exercício físico domiciliar é recomendado para melhorar a qualidade do sono”.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Unifesp.

Fonte: Juliana Cristina, Unifesp. Imagem: Kinga Cichewicz via Unsplash.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account