Destaque

Universidade do Porto testa uso de inteligência artificial no diagnóstico precoce do câncer gástrico

Fonte

Universidade do Porto

Data

segunda-feira. 20 setembro 2021 07:20

Uma equipe de pesquisadores liderada pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), em Portugal, está desenvolvendo tecnologias para o diagnóstico precoce do câncer gástrico com base na inteligência artificial. A equipe reúne especialistas da área de inteligência artificial e visão computacional do INESC TEC e da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e ainda especialistas da área da gastrenterologia e endoscopia digestiva em oncologia do Instituto Português de Oncologia do Porto (IPO Porto).

O cancro gástrico é o terceiro mais mortal em todo o mundo e o rastreio minimamente invasivo e a endoscopia gastrointestinal desempenham um papel primordial para um diagnóstico precoce, crucial para a melhoria das taxas de sobrevivência. No entanto, devido a fatores técnicos e cognitivos, o risco de um falso diagnóstico causado por erro humano é possível.

“O nosso principal objetivo é criar tecnologias baseadas em visão computacional para analisar, de forma automática, vídeos e imagens obtidos através de endoscopias gastrointestinais não invasivas”, explicou o Dr. Miguel Coimbra, pesquisador do INESC TEC e professor da FCUP, que lidera o projeto em conjunto com o Dr. Mário Dinis Ribeiro, diretor do Serviço de Gastrenterologia do IPO do Porto e pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS).

“A Inteligência Artificial, e mais especificamente a Visão Computacional, tem o potencial de mitigar as limitações existentes atualmente, ao fornecer ferramentas de avaliação automáticas da endoscopia que não só podem apoiar os médicos na detecção e caracterização de lesões de câncer gástrico, como podem monitorizar a própria qualidade da endoscopia efetuada”, acrescentaram os pesquisadores.

“A observação por endoscopia pode ter e certamente terá melhorias com a adição de inteligência artificial. A qualidade da endoscopia em Portugal é muito boa, mas em todo o mundo a procura da melhoria no ensino e na prática está a fazer-se também através da inteligência artificial” concluiu o Dr. Mário Dinis-Ribeiro.

Acesse a notícia completa na página da Universidade do Porto.

Fonte: Renata Silva/FCUP, Raquel Abreu/INESC TEC e Olga Magalhães/FMUP.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account