Destaque

Pesquisas com materiais bioativos podem prevenir e combater a recorrência de cáries

Doenças bucais afetam cerca de 3,5 bilhões de pessoas no mundo e costumam estar associadas a outros problemas graves de saúde.  Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cárie é a segunda doença mais prevalente no mundo e afeta cerca de dois terços da população.

O desenvolvimento da cárie está relacionado, principalmente, à má higiene bucal e ao alto consumo de sacarose. Bactérias presentes na cavidade oral metabolizam a sacarose, produzem ácidos que atacam o esmalte e dissolvem as estruturas dentárias, formando cavidades que devem ser tratadas e restauradas. Os materiais disponíveis no mercado são inertes, ou seja, apenas recompõem os tecidos perdidos e restauram esteticamente a anatomia do dente. “São materiais que não repõem os minerais perdidos no processo e não colaboram na prevenção de cáries futuras, que é o propósito do nosso estudo”, explicou o Dr. Eduardo Moreira da Silva, professor da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal Fluminense (UFF).

O pesquisador vem conduzindo pesquisas no sentido de desenvolver materiais que não apenas restaurem os dentes, mas que sejam capazes de prevenir o desenvolvimento da cárie ou controlá-la quando já instalada. Isto vem sendo realizado com a introdução de substâncias bioativas e remineralizantes em resinas restauradoras experimentais, que vem sendo testadas em lesões artificiais de cárie produzidas com biofilme de S. mutans, uma das bactérias envolvidas no desenvolvimento da cárie.

Segundo o pesquisador, os resultados têm sido promissores e alguns deles já foram publicados em revistas científicas como Dental MaterialsJournal of Dentistry e Journal of the Mechanical Behavior of Biomedical Materials. Após estas publicações, as pesquisas estão voltadas para o pedido de registro e patente de novos materiais que já estão sendo desenvolvidos, ressaltou o professor.

De acordo com o pesquisador, a próxima etapa do estudo será in situ, a partir da produção de uma espécie de aparelho ortodôntico móvel para aplicação clínica, por meio da simulação de dentes cariados e aplicação dos materiais restauradores ativos. “Em alguns anos esperamos que a aplicação poderá finalmente chegar até a população, revolucionando a forma de tratar a cárie”, concluiu o pesquisador.

Acesse a notícia completa na página da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: Paula Guatimosim, FAPERJ.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2024 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account