Destaque

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto mostram que smartphone pode ser utilizado para auscultar pacientes

Fonte

Universidade do Porto

Data

quarta-feira. 6 outubro 2021 11:15

Um grupo de pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), em Portugal,  testou com sucesso a utilização dos microfones incorporados nos smartphones na auscultação pulmonar de pacientes.

Os dados que resultam desta investigação sugerem que o smartphone pode ser utilizado como uma alternativa ao estetoscópio tradicional, pois é capaz de gravar os sons pulmonares com qualidade e de capturar os sons anormais, os designados ruídos adventícios, com sucesso.

De acordo com o trabalho publicado na revista científica Sensors, a utilização dos dispositivos móveis para a auscultação pulmonar poderá contribuir para detectar precocemente os períodos em que o estado do doente se agrava, “permitindo implementar intervenções oportunas, o que se traduz em cuidados de saúde menos dispendiosos”.

Os investigadores recrutaram mais de 130 doentes, a grande maioria com patologias respiratórias, seguidos num hospital universitário português. Numa primeira fase, os médicos realizaram a auscultação pulmonar com estetoscópios tradicionais em quatro locais e documentaram quaisquer sons inesperados. Em seguida, a auscultação com um smartphone foi gravada duas vezes nos mesmos quatro locais.

‘Tecnologia promissora’ pode ser útil na telemedicina

Segundo os autores, em uma época em que o número de consultas realizadas à distância tem aumentado, esta alternativa é “muito interessante para a implementação dos serviços de telemedicina na monitorização de doenças respiratórias”, como é o caso da asma e da fibrose cística, entre outras. “A auscultação pulmonar é essencial na monitorização deste tipo de patologias. No entanto, a monitorização dos doentes fora dos hospitais e das unidades de saúde continua a ser um desafio”, constatou a Dra. Inês Azevedo, médica pediatra e professora da FMUP.

Para dar resposta a esta necessidade clínica, os pesquisadores desenvolveram um aplicativo (AIRDOC) com o objetivo de apoiar a monitorização remota dos sons pulmonares em pacientes com doenças respiratórias crônicas.

“Consiste em registrarmos os sons pulmonares com um smartdevice, que depois podem ser classificados por clínicos como aconteceu neste trabalho ou analisados automaticamente com base nas características específicas do sinal”, explicou a Dra. Cristina Jácome, pesquisadora da FMUP e do CINTESIS.

“Acreditamos que pode ser uma tecnologia promissora, tanto para o contexto clínico, como para a futura implementação da telemedicina e das consultas remotas, e até mesmo para melhorar a monitorização realizada pelos próprios doentes”, acrescentou a Dra. Inês Azevedo, que coordenou o estudo.

Acesse o artigo científico completo (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade do Porto.

Fonte: Daniel Dias, FMUP/Universidade do Porto.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account