Destaque

Pesquisa em camundongos identifica possível mecanismo ligando autismo e inflamação intestinal

Fonte

Universidade Harvard

Data

sábado. 8 janeiro 2022 15:30

Muitas pessoas com transtornos do espectro do autismo também apresentam inflamação gastrointestinal incomum, mas até agora os cientistas não estabeleceram se e como essas condições podem estar relacionadas.

Recentemente, pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, trabalhando com modelos de camundongos, podem ter encontrado o elo que faltava: infecções durante a gravidez podem levar a altos níveis da molécula de sinalização inflamatória interleucina-17a (IL-17a), que pode não apenas afetar o desenvolvimento do cérebro no feto, mas também altera o microbioma materno de uma forma que prepara o sistema imunológico do recém-nascido para futuros ataques inflamatórios.

Em quatro estudos iniciados em 2016, os coautores do estudo -a Dra. Gloria Choi do MIT e o Dr. Jun Huh da Escola de Medicina de Harvard – traçaram como a IL-17a elevada durante a gravidez atua nos receptores neurais em uma região específica do cérebro fetal para alterar o desenvolvimento do circuito, levando a sintomas comportamentais semelhantes ao autismo em modelos de camundongos.

As novas descobertas da pesquisa, que foram descritas na revista científica Immunity, mostram como a IL-17a também pode agir para alterar a trajetória de desenvolvimento do sistema imunológico da prole.

“Nós mostramos que a IL-17a agindo no cérebro fetal pode induzir fenótipos comportamentais semelhantes ao autismo, como déficits sociais”, disse a Dra. Gloria Choi, professora do Departamento de Cérebro e Ciências Cognitivas do MIT. “Agora estamos mostrando que a mesma IL-17a nas mães, por meio de mudanças na comunidade do microbioma, produz sintomas de comorbidade na prole, especificamente um sistema imunológico preparado”, continuou a pesquisadora.

Os pesquisadores alertam que, embora os resultados do estudo ainda não tenham sido confirmados em humanos, eles oferecem uma dica de que os problemas do sistema nervoso central e imunológico em indivíduos com transtornos do espectro do autismo compartilham um fator ambiental: infecção materna durante a gravidez.

“Não houve uma compreensão mecanicista do motivo pelo qual os pacientes com distúrbio do neurodesenvolvimento têm o sistema imunológico desregulado”, disse o Dr. Jun Huh, professor de Imunologia da Escola de Medicina de Harvard. “Com as novas descobertas, amarramos esses links fragmentados. Pode ser que a razão seja que eles foram expostos a este aumento da inflamação durante a gravidez”, concluiu o pesquisador.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Acesse a notícia completa na página da Universidade Harvard (em inglês).

Fonte: David Orenstein,

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account