Destaque

Metade dos transplantes renais pediátricos está concentrada no Sudeste

A partir de uma análise de dados obtidos pela Base Nacional em Terapia Renal Substitutiva (TRS), construída através dos registros de três grandes sistemas de informações do SUS, foi possível, pela primeira vez, descrever as características sociodemográficas, clínicas e epidemiológica das crianças e adolescentes em TRS no Brasil.

Os resultados da pesquisa, apresentados ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Criança e do Adolescente da Faculdade de Medicina da UFMG, apontam diferenças da população estudada, entre as regiões, sexo, idade e cor de pele.

A Dra. Celina Rezende, autora da tese de doutorado ‘Transplante e óbito em crianças e adolescentes em terapia renal substitutiva no sistema único de saúde, no Brasil, de 2002 a 2014‘, observou que pacientes com doença renal crônica e seus familiares enfrentam várias dificuldades para realização do tratamento e para sua reabilitação. “Por isso, foi importante mapear as áreas em que essas crianças realizavam o tratamento, para descrever o perfil desta população, no intuito de apresentar dados que pudessem ajudar a pensar em novas políticas públicas de saúde e de assistência direcionada a estes indivíduos”, explicou a Dra. Celina Rezende.

Para a pesquisadora, é importante saber quem são esses pacientes e como as políticas públicas poderão atendê-los de maneira mais eficaz. “Atualmente, devido às dificuldades relativas ao tratamento de diálise, vários pacientes, ainda necessitam sair da sua cidade de origem, ou até mesmo do Estado, em busca de locais onde terão assistência adequada. Pacientes oriundos da Região Norte e Nordeste, muitas vezes, precisam mudar para Belo Horizonte para poder fazer o tratamento”, apontou a pesquisadora e assistente social.

Acesse a notícia completa na página da Faculdade de Medicina da UFMG.

Fonte: Vitor Pepino e João Motta, Faculdade de Medicina da UFMG.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2024 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account