Destaque

Inteligência artificial auxilia pesquisadores a identificar indivíduos com alto risco de perda dentária

Fonte

UFMS | Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Data

domingo. 3 julho 2022 12:05

Comer, mastigar, falar, sorrir. Coisas que são aparentemente simples para muitos, tornam-se problemas para as pessoas que sofrem com a perda dentária. “Há um crescente interesse em relação ao uso do machine learning e da inteligência artificial para melhorar os serviços de saúde. Pensando na saúde pública, perguntei-me como poderíamos melhorar a identificação de pessoas que tenham maior risco para perda dentária ou desenvolvimento de outras doenças. Como poderíamos conseguir através de variáveis como renda, escolaridade, saber quem tem maior risco para o desenvolvimento da doença e, assim, poder dar uma resposta mais rápida do serviço para a população”, disse o Dr. Rafael Aiello Bomfim, professor da Faculdade de Odontologia (FAODO) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O professor explicou que, ao saber antecipadamente que determinada comunidade ou pessoas de um determinado bairro ou região têm maior risco para a perda dentária devido a vulnerabilidades, é possível fazer algumas ações de prevenção para evitar a perda. “Fiz um curso de machine learning e então elaborei esse projeto para aplicar o conhecimento aprendido nos bancos de dados de saúde bucal que já estão disponíveis”, disse o professor.

“Junto à Secretaria Estadual de Saúde temos um projeto de levantamento epidemiológico com dados que podemos usar para detectar indivíduos de maior risco por variáveis sociodemográficas. Então, pensei em usar um banco de dados representativo da população brasileira, como a Pesquisa Nacional de Saúde, desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa nos fornece dados de saúde no geral, incluindo dados sobre perdas de dentes, então foi só fazer o cruzamento dos dados e trabalhar o algoritmo para detectar as pessoas com maior risco de perda dentária”, detalhou o professor Rafael.

O pesquisador explicou que, a partir disso, foi desenvolvido um protótipo de programa para detectar quem tem maior tendência para perda de dentes. “Com os professores da FAODO Dr. Danilo Mathias Zanello Guerisoli e Dra. Valéria Lacerda submetemos o projeto no Sigproj da UFMS e no edital universal da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect-MS) para obter recursos a fim de implementar um laboratório de inteligência artificial para análise preditiva em saúde”, destacou o professor. O projeto foi aprovado em ambos editais.

“Agora, a ideia e conversar com os pesquisadores da Faculdade de Computação para podermos desenvolver uma ferramenta melhor, já que a ideia é implementar isso nas unidades de saúde para que elas possam identificar as pessoas e fazer o trabalho preventivo. Quem sabe podemos melhorar até o agendamento de pacientes, ou seja, começar o atendimento pelos que tenham maior risco de perda dos dentes. A ideia é que o software seja de fácil utilização”, concluiu o professor Rafael Aiello.

Acesse a notícia completa na página da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Fonte: Vanessa Amin, UFMS.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account