Destaque

Dispositivo sem fio implantável com uso de luz estimula animais de laboratório a interagir socialmente

Fonte

Universidade Northwestern

Data

terça-feira. 11 maio 2021 11:40

Pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, estão construindo laços sociais com feixes de luz.

Pela primeira vez, engenheiros e neurobiologistas da Universidade Northwestern programaram sem fio – e depois desprogramaram – camundongos para interagir socialmente uns com os outros em tempo real. O avanço se deve a um dispositivo ultraminiatura, sem fio, sem bateria e totalmente implantável, que usa luz para ativar os neurônios.

Este estudo é o primeiro artigo sobre optogenética (um método para controlar neurônios com luz) que explora as interações sociais dentro de grupos de animais, o que antes era impossível com as tecnologias atuais.

A pesquisa foi publicada na revista científica Nature Neuroscience.

A natureza fina, flexível e sem fio do implante permite que os animais pareçam normais e se comportem normalmente em ambientes realistas, permitindo que os pesquisadores os observem em condições naturais. Pesquisas anteriores usando optogenética exigiam fios de fibra óptica, que restringiam os movimentos dos camundongos e faziam com que eles ficassem emaranhados durante as interações sociais ou em ambientes complexos.

“Com as tecnologias anteriores, não éramos capazes de observar vários animais interagindo socialmente em ambientes complexos porque eles estavam amarrados”, disse a neurobiologista Dra. Yevgenia Kozorovitskiy, que projetou o experimento. “As fibras se rompiam ou os animais ficavam emaranhados. Para fazer perguntas mais complexas sobre o comportamento animal em ambientes realistas, precisávamos dessa tecnologia sem fio inovadora”.

“Este artigo representa a primeira vez que conseguimos obter implantes sem fio e sem bateria para optogenética com controle digital completo e independente sobre vários dispositivos simultaneamente em um determinado ambiente”, disse o Dr. John A. Rogers, pioneiro da bioeletrônica da Universidade Northwestern e que liderou o desenvolvimento de tecnologia. “A atividade cerebral em um animal isolado é interessante, mas indo além da pesquisa em indivíduos para estudos complexos, grupos de interação social são uma das fronteiras mais importantes e estimulantes da neurociência. Agora temos a tecnologia para investigar como os laços se formam e se rompem entre os indivíduos nesses grupos e para examinar como as hierarquias sociais surgem dessas interações”, destacou o especialista.

Optogenética

Como o cérebro humano é um sistema de quase 100 bilhões de neurônios entrelaçados, é extremamente difícil sondar um único neurônio ou mesmo grupos de neurônios. Introduzida em modelos animais por volta de 2005, a optogenética oferece controle de neurônios específicos, geneticamente direcionados, a fim de investigá-los em detalhes sem precedentes para estudar sua conectividade ou liberação de neurotransmissores. Os pesquisadores primeiro modificam os neurônios em animais vivos para expressar um gene modificado de algas sensíveis à luz. Então, eles podem usar luz externa para controlar e monitorar especificamente a atividade cerebral. Por causa da engenharia genética envolvida, o método ainda não foi aprovado em humanos.

“Parece ficção científica, mas é uma técnica incrivelmente útil. A optogenética pode, algum dia, ser usada para corrigir a cegueira ou reverter a paralisia”, concluiu a Dra. Yevgenia Kozorovitskiy.

Acesse o resumo do artigo científico (em inglês).

Avesse a notícia completa na página da Universidade Northwestern (em inglês).

Fonte: Amanda Morris, Universidade Northwestern.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2021 Portal Tech4Health | Portal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias da Rede T4H.

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account