Destaque

Ciência da hibernação pode melhorar a saúde do coração humano

Fonte

Universidade Monash

Data

domingo. 15 maio 2022 12:55

Descobrir novas maneiras de tratar doenças cardíacas e pulmonares aproveitando a resistência natural a doenças de animais em hibernação é o foco de uma nova parceria entre a Universidade Monash, na Austrália, e a empresa de biotecnologia americana Fauna Bio.

A hibernação requer mecanismos de autocura e reparo tecidual para suportar longos períodos de tempo em temperaturas congelantes sem comida. O esquilo terrestre de treze linhas hiberna por cerca de seis meses e tem a notável capacidade de suportar eventos fisiológicos que replicam muitos aspectos de ataques cardíacos e derrames em humanos.

Por meio da parceria de pesquisa, o Victorian Heart Institute e o Biomedicine Discovery Institute da Universidade Monash avaliarão novos alvos de drogas identificados por meio do exame da genômica animal em hibernação pela Fauna Bio.

A pesquisa inicial in vivo visa encontrar novos avanços na reparação do enrijecimento e alargamento dos vasos sanguíneos e tecidos no coração e nos pulmões. Estes são fatores comuns em doenças cardiorrespiratórias, incluindo insuficiência cardíaca, hipertensão pulmonar e fibrose pulmonar.

Hipertensão pulmonar e fibrose são doenças pulmonares raras que cicatrizam e endurecem os pulmões, dificultando a respiração. Embora existam alguns tratamentos médicos para essas doenças, eles se concentram principalmente no gerenciamento de sintomas, em vez de corrigir a condição subjacente. Como resultado, as condições são terminais e houve um aumento de 20% nos casos na última década.

O professor Stephen Nicholls, diretor do Victorian Heart Institute, disse que apesar do excelente progresso e da desaceleração das taxas de morte e incapacidade dessas doenças, mudanças estruturais permanentes nos vasos sanguíneos, coração e pulmões ocorrem devido a uma variedade de distúrbios cardiotorácicos. Essas alterações levam a doenças cardíacas e pulmonares sintomáticas e quase sempre resultam em uma vida útil mais curta.

“Trabalhando com a Fauna Bio, temos a oportunidade de trazer novas informações sobre como os animais sobrevivem a essas mesmas condições e descobrir melhores maneiras de tratar doenças cardíacas e pulmonares em humanos”, disse o professor Nicholls.

A Dra. Kristen Bubb, líder de pesquisa de novas práticas terapêuticas vasculares no Biomedicine Discovery Institute da Universidade Monash, disse que a Fauna Bio conseguiu identificar alvos genéticos e compostos que justificam mais testes pré-clínicos.

“Estamos em andamento com testes pré-clínicos em alguns medicamentos já disponíveis. No entanto, o reaproveitamento de drogas ainda requer extensa pesquisa, pois buscamos entender como a droga se move pelo corpo, a dosagem correta e seu efeito sobre lesões pulmonares e cardíacas”, disse a Dra. Kristen Bubb.

A Convergence, plataforma proprietária da Fauna Bio, já identificou e validou, tanto in vitro e in vivo, dois compostos que podem ser eficazes na redução de danos após um ataque cardíaco e quatro novos genes em mamíferos em hibernação, chave para proteção do coração e recuperação de eventos cardíacos, incluindo ataques cardíacos e derrames. Além disso, eles identificaram sete novos genes e cinco compostos que podem reverter a fibrose em modelos de células humanas.

“Como indústria, temos que continuar inovando e buscando novas fontes de dados para encontrar respostas para doenças que atualmente carecem de tratamentos eficazes, como câncer e doenças cardíacas”, disse a Dra. Ashley Zehnder, CEO da Fauna Bio.

“Utilizar a experiência da Universidade Monash em doenças cardiorrespiratórias combinada com nossa abordagem única à genômica comparativa oferece a todos uma nova perspectiva sobre os desafios e oportunidades e fornece um caminho simplificado até a [aplicação] clínica para programas positivos”, concluiu a gestora.

Acesse a notícia completa na página da Universidade Monash (em inglês).

Fonte: Universidade Monash.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account