Notícia

Analisador de pólen automatizado pode revolucionar o controle da febre do feno e da ‘asma de tempestade’

À medida que os grãos de pólen se dispersam pela amostra de ar coletada, os sensores da máquina enviam dados para algoritmos de aprendizado que identificam os diferentes tipos de pólen com base em suas formas enquanto estão no ar

Divulgação, Universidade de Melbourne

Fonte

Universidade de Melbourne

Data

sábado, 15 janeiro 2022 11:20

Áreas

Alergologia. Biotecnologia. Inteligência Artificial.

O primeiro contador de pólen automatizado da Austrália – que melhorará significativamente a maneira como o pólen transportado pelo ar é registrado e ajudará os que sofrem de febre do feno a gerenciar melhor suas alergias – foi instalado por pesquisadores da Universidade de Melbourne.

O contador automatizado de pólen permitirá que os pesquisadores realizem contagens contínuas de pólen, 24 horas por dia, 365 dias por ano, melhorando as observações sobre a distribuição do pólen e suas implicações para a saúde, incluindo episódios de ‘asma de tempestade’, que podem ser fatais, ou mesmo da febre do feno, uma forma de rinite alérgica causada por partículas de pólen.

O professor Dr. Ed Newbigin e o Dr. Edwin Lampugnani coordenam o Melbourne Pollen Service e dizem que o contador automatizado de pólen é um divisor de águas na forma da contagem, rastreamento e entendimento do pólen.

“A asma de tempestade é um evento agudo de alergia na comunidade que ocorre rapidamente. O contador de pólen fornecerá uma melhor resolução de dados em tempo para que possamos saber o que estava no ar no momento, ajudando-nos a entender melhor esses graves incidentes de saúde”, disse o professor Newbigin.

Localizado no topo do edifício McCoy no campus da Universidade em Parkville, o mecanismo automatizado funciona coletando amostras de ar. À medida que os grãos de pólen se dispersam pela amostra de ar coletada, os sensores da máquina enviam dados para algoritmos de aprendizado que identificam os diferentes tipos de pólen com base em suas formas enquanto estão no ar.

“A armadilha elimina a dificuldade de sentar sob um microscópio fazendo a contagem diária e nos permite focar na interpretação dos dados. Também podemos medir diferentes tipos de pólen, não apenas o pólen de grama comum”, disse o professor Newbigin.

A tecnologia pode permitir aos cidadãos entender melhor seus gatilhos e gerenciar melhor episódios de febre do feno e asma. Muitos dos recursos do aplicativo são gratuitos para todos os usuários, e há alguns recursos pagos na versão premium que ajudam a dar suporte à pesquisa em andamento.

“O aplicativo também tem uma pesquisa que permite que as pessoas nos digam como se sentem. Podemos usar essas informações para identificar dias ou horários específicos em que as pessoas estão se sentindo mal. Como esses novos dispositivos fornecem informações quase em tempo real sobre o que está no ar, podemos ajudar as pessoas a entender melhor o que está desencadeando seus sintomas de asma ou febre do feno”, disse o Dr. Edwin Lampugnani.

O contador de pólen automatizado é o primeiro passo na criação de uma rede de pólen automatizada em toda a Austrália. “Com apoio suficiente, podemos desenvolver a primeira rede automatizada de monitoramento de bioaerossóis da Austrália, capturando não apenas pólen, mas outros materiais biológicos transportados pelo ar, como esporos de mofo”, concluiu o professor Lampugnani.

Acesse a notícia completa na página da Universidade de Melbourne (em inglês).

Fonte: Alexa Viani, Universidade de Melbourne. Imagem: analisador de pólen automatizado. Fonte: Divulgação, Universidade de Melbourne.

Em suas publicações, o Portal Tech4Health da Rede T4H tem o único objetivo de divulgação científica, tecnológica ou de informações comerciais para disseminar conhecimento. Nenhuma publicação do Portal Tech4Health tem o objetivo de aconselhamento, diagnóstico, tratamento médico ou de substituição de qualquer profissional da área da saúde. Consulte sempre um profissional de saúde qualificado para a devida orientação, medicação ou tratamento, que seja compatível com suas necessidades específicas.

Os comentários constituem um espaço importante para a livre manifestação dos usuários, desde que cadastrados no Portal Tech4Health e que respeitem os Termos e Condições de Uso. Portanto, cada comentário é de responsabilidade exclusiva do usuário que o assina, não representando a opinião do Portal Tech4Health, que pode retirar, sem prévio aviso, comentários postados que não estejam de acordo com estas regras.

Leia também

2022 tech4health t4h | Notícias, Conteúdos e Rede Profissional em Saúde e Tecnologias

Entre em Contato

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account