Técnico em Espirometria: Conselho Brasileiro de Ocupações homologa a profissão

Alterar o tamanho da letra
A- | A+

Informações
Data no Tech4Health: 31 de março de 2017


Fonte
Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Data
31/03/2017
Áreas
Pneumologia.

Notícia


O Ministério do Trabalho atualizou a tabela de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) e incluiu 21 novas categorias. Na lista, passa a constar a função de técnico em espirometria. Com as novas inclusões, o país conta agora com 2.638 ocupações reconhecidas.

A CBO é o documento que reconhece a existência de determinada ocupação, e o reconhecimento da Técnico em Espirometria foi, em grande parte, resultado do empenho da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT).

Segundo o Ministério do Trabalho, o reconhecimento de uma ocupação é feito após um estudo das atividades e do perfil da categoria. São levadas em consideração informações descritas na Relação Anual de Informações Sociais, demandas geradas pelo Sistema Nacional de Emprego, pelas associações e sindicatos (trabalhistas e patronais) e por profissionais autônomos. O código do CBO é 3241-30.

A Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia destaca o avanço para os profissionais deste importante ramo da pneumologia.

A consulta sobre a descrição da profissão e seu código, pode ser feita diretamente no site da Classificação Brasileira de Ocupações.

Curso Online Teórico para Técnico em Espirometria

A SBPT está com inscrições abertas para o seu Curso On-line Teórico para Técnico em Espirometria 2017.

Este ano, assim como aconteceu em 2016, os candidatos deverão primeiramente fazer o curso on-line, com matérias versando sobre o conteúdo da espirometria. Ao final deste curso, o aluno realiza uma prova. Sendo aprovado, poderá escolher entre as cidades onde serão aplicadas a aula prática e a prova escrita para técnico em espirometria.

Veja o Edital 2017 com informações sobre os valores, normas, cidades e datas.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT). Imagem: Pixabay.