Notícia

Realidade aumentada ajuda cirurgiões a “ver” através dos tecidos para reconectar vasos sanguíneos

Tecnologia pode ajudar cirurgiões a melhorar resultados de cirurgias reconstrutivas

Divulgação

Fonte

Imperial College de Londres

Data

sábado, 3 Fevereiro 2018 16:45

Áreas

Bioinformática. Bioeletrônica. Realidade Aumentada.

Em uma série de procedimentos realizados por uma equipe do Imperial College de Londres no Hospital St Mary’s, os pesquisadores mostraram pela primeira vez como os cirurgiões podem usar a tecnologia HoloLens da Microsoft durante cirurgia reconstrutiva de membros inferiores.

O HoloLens é dispositivo parecido com um óculos que possibilita a imersão do usuário em “realidade mista”, permitindo que ele interaja com “hologramas” – objetos gerados por computador tornados visíveis através da viseira. No Reino Unido, atualmente, estes dispositivos só estão disponíveis para desenvolvedores.

A equipe do Imperial College usou a tecnologia para sobrepor imagens de tomografia computadorizada – incluindo a posição dos ossos e vasos sanguíneos mais importantes – na perna de cada paciente, permitindo que o cirurgião “veja através” do membro durante a cirurgia.

De acordo com a equipe que utilizou a tecnologia, a abordagem pode ajudar os cirurgiões a localizar e reconectar vasos sanguíneos durante a cirurgia reconstrutiva, o que poderia melhorar os resultados para os pacientes.

“Nós somos um dos primeiros grupos do mundo a usar o HoloLens com sucesso na sala de cirurgia”, disse o Dr. Philip Pratt, pesquisador do Departamento de Cirurgia e Câncer e principal autor do estudo, publicado na revista científica European Radiology Experimental.

“Através desta série inicial de casos, mostramos que a tecnologia é prática e que ela pode proporcionar um benefício para a equipe cirúrgica. Com o HoloLens, você olha a perna e vê essencialmente dentro dela. Você vê os ossos, o curso dos vasos sanguíneos e pode identificar exatamente onde os alvos estão localizados”, completa o cirurgião

Como parte dos procedimentos utilizados para testar a tecnologia, cinco pacientes que necessitaram de cirurgia reconstrutiva em suas pernas foram submetidos a tomografia computadorizada para mapear a estrutura do membro, incluindo a posição dos ossos e a localização e o curso dos vasos sanguíneos.

As imagens das varreduras foram então segmentadas em tecido ósseo, músculo, tecido adiposo e vasos sanguíneos pelo Dr. Dimitri Amiras, consultor radiologista do Imperial College Healthcare NHS Trust (ICHNT) e especialista em software intermediário para criar modelos 3D da perna.

Esses modelos foram então carregados em softwares especialmente desenvolvidos para renderizar as imagens para o HoloLens, que por sua vez carrega o modelo para que o cirurgião possa ver durante a cirurgia.

As equipes cirúrgicas relataram que o HoloLens foi uma ferramenta poderosa durante a cirurgia, com uma abordagem mais rápida e confiável do que o recurso de localização dos vasos sanguíneos por ultrassom.

“Embora a tecnologia não possa substituir a habilidade e a experiência da equipe cirúrgica, poderia potencialmente ajudar a reduzir o tempo que um paciente fica sob efeito da anestesia e reduzir a margem de erro. Esperamos que isso nos permita fornecer soluções cirúrgicas mais personalizadas para os pacientes”, conclui o especialista.

Acesse a matéria completa do Imperial College de Londres (em inglês).

Fonte: Ryan O’Hare, Imperial College de Londres. Imagem: Divulgação.

Leia também:

Fale Conosco

Enviando

©2018 Portal Tech4Health Canal de Notícias, Conteúdos e Rede Profissional na área de Saúde e Tecnologias

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account